No menu items!

Membro alemão do Parlamento Europeu sobre passaportes de vacinas, determina: “Nunca acredite de olhos fechados em tudo que qualquer governo diga a você”

Covid, Membro alemão do Parlamento Europeu sobre passaportes de vacinas, determina: “Nunca acredite de olhos fechados em tudo que qualquer governo diga a você”

RIO DE JANEIRO, BRASIL – Quando você tem um parlamentar dizendo “não confie no seu governo”, então algo está drasticamente errado.

“Não serei vacinada com algo que não tenha sido devidamente examinado e testado e não tenha mostrado nenhuma evidência científica sólida de que os benefícios superam a própria doença e os possíveis efeitos colaterais de longo prazo, dos quais até hoje não sabemos nada,” disse Christine Anderson do partido de direita AfD da Alemanha na quinta-feira no plenário do parlamento em Bruxelas, Bélgica.

“Não serei reduzida a uma mera cobaia sendo vacinada com um medicamento experimental”, disse ela.

“E eu com certeza não serei vacinada porque meu governo me ordenou e prometeu em troca que eu terei liberdade.”

“Sejamos claros sobre uma coisa”, disse Anderson. “Ninguém me concede liberdade. Pois eu sou uma pessoa livre.”

Ela foi acompanhada por outros cinco eurodeputados em um protesto contra a implementação de um passe digital da Covid. A partir da próxima semana, qualquer membro do parlamento ou funcionário que entrar no edifício em Bruxelas deve apresentar um passe válido comprovando que está totalmente vacinado, recuperado recentemente ou pode apresentar um resultado PCR negativo nas 48 horas anteriores.

Alguns dias antes, outros eurodeputados já manifestaram as suas críticas e preocupação com as tendências totalitárias na Europa.

Anderson desafiou o governo alemão e a Comissão Europeia a jogá-la na prisão.

“Tranque-me e jogue fora a chave, não estou nem aí”, disse a legisladora. “Mas você nunca vai me coagir a ser vacinada se eu, a cidadã livre que sou, decidir não ser vacinada.”

Ela advertiu que não é o objetivo da política de um governo que “torna um sistema opressor, são sempre os métodos pelos quais o objetivo é perseguido”. “Sempre que um governo afirma ter os interesses do povo no coração, você precisa pensar novamente”, disse Anderson.

“Em toda a história da humanidade, nunca houve uma elite política sinceramente preocupada com o bem-estar das pessoas comuns”, disse ela. “O que faz qualquer um de nós pensar que é diferente agora?”

Ela disse que deveria estar claro nesta era moderna que você nunca deveria “aceitar nada do governo de olhos fechados”. As pessoas devem sempre questionar qualquer reivindicação ou agenda, perguntando quem se beneficia?

Outro eurodeputado que falou, Cristian Terhes, da Romênia, disse a repórteres que o parlamento está privando as pessoas do “direito de decidir o que querem fazer com os seus corpos”.

Check out our other content